fbpx

4 minutos de leitura

Durante o último evento da KES, que teve como palestrante o professor de Harvard e psicólogo Howard Gardner, tive a oportunidade de mediar um debate rico, mas um pouco rápido sobre uma das mentes do livro do Howard — Five Minds for the Future. 

Por isso, queria aproveitar para darmos mais um passo em direção às associações que podemos fazer com essa forma de pensar. E nessa oportunidade, queria fazer um paralelo que tem relação com o evento e até sobre as discussões que tivemos durante as perguntas e respostas: qual é o paralelo que podemos fazer com a Disciplined Mind e a inovação? 

A Mente Disciplinada é aquela que nos torna experts nos assuntos. A mente que está por trás da criação das principais ciências, da gestão, das finanças. E por meio dessa forma de pensar é que vamos nos aprofundando mais e mais. Cavando e compreendendo determinados assuntos de maneira tão profunda, mas tão profunda que encontramos, muitas vezes, gaps que não foram preenchidos até aquele momento. E muitas vezes, a inovação mora justa mente nesses gaps. Nos debruçamos de maneira elevar a complexidade de uma área de conhecimento a ponto de conseguirmos fazer abstrações que, muitas vezes, as pessoas que estão de fora não vão conseguir enxergar o significado daquilo. Um exemplo, que o próprio Howard dá nesse vídeo: um químico se aprofunda de maneira que sua mente funciona a enxergar o mundo sob a perspetiva dessa disciplina. E ele está tão imerso nisso em certo ponto, que nunca vai entender como um artista vê o mundo. E assim por diante. Conforme você aprende e cava, e faz disso um hábito de vida, você se torna apto(a) a criar teorias a cerca desse tema. Essas teorias, podem, na minha visão ser as sementes da inovação.

Você provavelmente conhece tanto sobre sua área de conhecimento que você entende como novas tecnologias e tendências podem afetar sua área de conhecimento e é capaz de fazer conexões que as pessoas que não têm o seu nível de profundidade não seriam.É uma visão heterodoxa, essa. Nem todos vão compartilhar dela. Mas segundo o Howard, apesar disso, é uma das formas certas de pensar. Aqueles que forem capaz de exercê-la, provavelmente vão se tornar os experts que vão “shape the future. E eu gosto da provocação dele de que você pode escolher não ser um, mas provavelmente vai trabalhar alguém que escolher ou tiver essa mentalidade e conseguir moldar o futuro com as novas teorias e modelos econômicos.

Por fim vou trazer o que são os 4 passos essenciais para essa mente:

    • Identifique os tópicos e conceitos mais importantes de uma disciplina.
    • Invista uma quantidade significativa – e massiva – de tempo estudando cada ponto desses. Usando diversos diferentes de modelos e formas de análise
    • Aborde esse tópico em uma amplo gama de formatos — quanto maior a abrangência de perspetivas, mais um indivíduo é capaz de aprender sobre um tema. Em formato de histórias, exposições lógicas, debates, diálogos, humor, simulações, vídeos, de maneira gráfica e visual e assim por diante
    • Se exponha de maneira a explicar de maneira expositiva abordando o tema sob essas diferentes perspectivas e variedade de condições. A compreensão é robusta e genuína se você for capaz de ter esse tipo de performance.

Esperamos que tenha gostado da leitura.
Para saber mais sobre a BossaBox basta acessar nosso site!

Você pode também gostar