6 minutos de leitura

Se seus anúncios do Facebook não são rentáveis, podem haver diversas razões para isso. A plataforma de ads do Facebook permite bastante flexibilidade para os anunciantes,  com diversos tipos de campanha e targeting para se escolher. Isso é bom e ruim ao mesmo tempo, uma vez que quanto mais flexibilidade os usuários têm, mais inclinados eles ficam em lançar campanhas ruins e ineficientes.

Se você está com problemas de conversão pelos anúncios do Facebook, o motivo provavelmente é um dos 6 listados abaixo.


1 – Má escolha do público-alvo

Escolher poucos targets ou targets demais são o problema . O Facebook te permite escolher pessoas na plataforma baseada em idade, sexo, lugar, interesses, trabalho, nível salarial, comportamento e mais. Há uma gama enorme de opções.

Essa é uma das melhores features do anúncio do Facebook, se usada corretamente.

Antes de você sequer entrar no Facebook Ad Manager, você deve definir sua audiência alvo. Sua campanha deve ter um objetivo global – Facebook define isso em três categorias: Reconhecimento, consideração e conversão.


brnd


O que decidir nos itens anteriores vai afetar bastante o nível de escolha de target que você deve fazer. Se você optou por reconhecimento de marca, começar com um público mais amplo é uma boa abordagem. Contudo, conforme você vai descendo o funil de reconhecimento para consideração para conversão, seus anúncios precisam ser direcionados a públicos mais específicos.

Anúncio

Não configurar um pixel do Facebook

Facebook não só deixa você escolher pessoas baseadas em comportamento na plataforma mas também baseada na atividade deles com os vários aspectos do seu negócio. Instalando um pixel do Facebook no seu site você pode rastrear conversões de anúncios em circulação e redirecionar seus anúncios para pessoas que visitaram seu site.

pixel

c pixel

Quando chegar aqui, o Facebook vai te detalhar sobre o resto do processo de instalação do pixel.

Não Aproveitando emails coletados

Se você tem uma lista de email, você pode importar essa lista através de um arquivo .csv e o Facebook vai fazer o melhor para parear esses emails com usuários existentes para você poder trabalhá-los. Isso te permite impulsionar a exposição de sua marca novamente através do email pelo Facebook.

Isso é importante porque em marketing “A Regra dos Sete” é constantemente mencionada como o número de vezes que um cliente precisa ver sua marca em um período de 18 meses para você estar presente durante a decisão de compra deles.

Agora, uma rápida pesquisa disso no Google trará várias respostas, desde 3 até 21 vezes como o número sugerido de contatos com a marca antes do consumidor efetuar a compra. A verdade é que isso não é uma ciência exata, mas há uma forte correlação entre o número de vezes que um consumidor vê sua marca e a probabilidade de comprar de você.


2 – Nenhum budget real

Gastar 100 reais em propaganda do Facebook não vai levar a nenhum retorno substancial para seu negócio. Essa é a verdade.

Para ter algum progresso no Facebook (ou em qualquer plataforma com propaganda) seu negócio precisa estar comprometido ao processo e um gasto real com anúncios para apoiar. É comum para empresas alocar o orçamento de anúncios em métodos tradicionais nos orçamentos anuais operacionais. Se você faz parte de uma empresa maior, seria interessante argumentar a favor da migração do orçamento de métodos mais antigos para novas mídias como as propagandas do Facebook.

A razão que defendemos isso é dupla: I – o custo-benefício com o Facebook ainda é muito alto comparado com anúncios de outras plataformas, e II – é lá que as pessoas passam 40 minutos por dia, em média.


3 – Direção de arte ruim

A imagem é o que detém o consumidor, a redação é o que o atrai. Conseguir a atenção do consumidor não é simples, contudo, há alguns truques quando se trata da direção de arte de seu anúncio.

Facebook te dá opções, desde anúncios com uma foto, carrossel de fotos e até vídeo. Em cada um desses formatos, como você trabalha a imagem será muito importante

Anúncios de foto única

Anúncios com uma única foto são os tipos mais comuns de anúncio no Facebook. Eles parecem com uma postagem normal, aparecendo com texto, o nome da sua página e a foto que você escolheu. Uma dica boa é usar um texto sobreposto à imagem para maximizar o impacto. Mas lembre-se, é importante que o texto não ocupe mais de 20% da imagem. Fazendo isso, seu anúncio conseguirá uma exposição melhor. Por exemplo:

imagem

Esse anúncio da Skillshare é um exemplo perfeito. Eles usaram uma foto como background, mas a atenção é completamente redirecionada para o texto, que é o elemento que vai gerar interesse e cliques no link, uma vez que “Conseguir um mês de graça” é o que seus usuários realmente dão importância.

Anúncios carrossel

Esse tipo de anúncio te permite juntar múltiplas fotos para contar a história da sua mensagem. Eles são extremamente subutilizados e, de acordo com Kinect Social, eles desempenham dez vezes mais do que anúncios de foto único quando se trata de click-through-rate (CTR).

caroussel

Anúncios em vídeo

Anúncios em vídeo, sem dúvida, são os que mais custam para criar. Seja um vídeo animado ou um comercial – a produção pode precisar de muito dinheiro. Com isso dito, quando se trata de desempenho, os vídeos apresentam uma opção interessante. Anúncios em vídeo começam automaticamente no Facebook, te dando a chance de capturar a atenção do consumidor logo de cara. Mais importante, a quantidade de informação que você consegue compartilhar com um vídeo é significantemente maior do que os outros métodos. Eles são uma ótima opção se você conseguir superar os obstáculos iniciais da produção.

video


4 – Redação ruim

A redação vai fazer ou acabar com seu anúncio no Facebook. Se é envolvente e concisa, você tem a chance de capturar a atenção de sua audiência. Um texto prolixo e confuso não é bom para o Facebook. Isso é parcialmente culpa da média de atenção do ser humano ser de oito segundos.

Anúncios do Facebook tem três seções de redação: título, texto, e descrição do link. Todos os três têm seus métodos. No Ads Manager você consegue encontrá-los e ver o quanto eles afetam suas propagandas. Se seus anúncios do Facebook não estão funcionando, considere mudar algo nessas seções.

ad crator

Título

Adespresso realizou um estudo observando mais de 37 mil anúncios no Facebook e descobriu que o título possuía, em média, cinco palavras. Isso significa que os publicitários estão colocando ênfase em clareza, assim como você também devia. Se seus anúncios não estão desempenhando bem, certifique-se de que seu título é claro e conciso.AS


Aqui trazemos alguns exemplos de bons anúncios e de outros nem tanto.

Exemplo de título bom

good headline

O título, apesar de extrapolar em duas palavras a média ideal, foca na clareza e em ser direto: fala o objetivo e o tempo para alcançá-lo; ele já filtra exatamente seu público.

Exemplo de título ruim

bah headline

Aqui temos um exemplo simulado de um título ruim. Focar em tentar transmitir toda a mensagem, exagerar na informação ou ter mais de um foco é prejudicial para seu anúncio. Quanto mais seu cliente tiver que ler, é menos provável que ele leia.

Texto

É a seção que te dá a oportunidade de descrever a proposta de valor daquilo que está promovendo e dar um contexto adicional para sua oferta. Use-a com cautela.

Bom exemplo

good example

Um texto curto que reforça a mensagem do título e aproveita para desenvolver mais sobre seu negócio.

Exemplo ruim

bad example

Sentiu preguiça ao ler o texto? Pois é. Seres humanos não têm tanta capacidade de atenção assim, principalmente no Facebook.


5 – Não Testar

Testes te permitem lançar múltiplas variações de anúncios e fazer melhorias baseados na reação do seu público para cada um deles. Em marketing isso é chamado de teste A/B e é essencial para campanhas digitais. Como marketeiros, nosso dever é gerar diferentes modelos de um mesmo anúncio e descobrir, a partir da análise dos dados, qual foi o mais eficiente e então replicar ele em ofertas futuras.

Ah, teste tudo: target, texto, título, foto, descrição, call to action etc.


6 – Seu produto é ruim

Pode ser difícil ouvir isso, mas nenhuma das táticas acima vai adiantar se seu produto for ruim.

marketing-board-strategy
Leia também

22 fontes gratuitas para aprender marketing digital